Recortes || Páginas, artigos, press-releases e outras pérolas perdidas no tempo.

Xeque-Mate, 1985
Um press curto de palavras

______

© António Luís Cardoso [Maio.2010]


Capa do discoCorria o ano de 1985 e os Xeque-Mate lançavam o 1.º (e que seria o único) álbum, "Em nome do pai, do filho e do rock'n'roll", quatro anos depois do single de estreia, "Vampiro da uva". Se este tema ainda teve algum 'airplay', rodando em diversos programas nas rádios de então, o LP passou despercebido. Longe iam os tempos do 'boom' e conseguir gravar um 33 rotações era, já por si, notável.

A edição deste LP presente no museu tem um press release dos próprios Xeque-Mate.

Ora, os músicos queixaram-se muitas vezes da falta de iniciativa das editoras para promover os seus discos; e, no caso específico, das bandas de hard/heavy-metal, acresce ainda o que chamam de falta de sensibilidade para o género, não só na promoção, mas também na própria gravação.

Não admira pois que as próprias bandas tentassem promover os seus discos, acrescendo ainda o facto da Horizonte ser uma pequena editora.

A importância de um press-release para a promoção de um disco pode ser vital. Convencer os radialistas a passarem algum tema ou fazerem a divulgação de um LP era, muitas das vezes, pretexto para algumas pérolas literárias dentro género, como já vimos aqui com o press do single "Rockolagem" de João Moutinho.

Parco de palavras, o press mostra a disponibilidade da banda para entrevistas e solicita a divulgação do disco, sendo assinado por um dos músicos, Joaquim Fernandes.

museudobooom@gmail.com