Recortes || Páginas, artigos, press-releases e outras pérolas perdidas no tempo.
Capa da 'Música & Som'

A entrevista de duas páginas e com direito a capa, surge no nº 86 da revista, de Dezembro de 1983. É a oportunidade de falar do (então) novo disco, "Guardador de margens" (ver ficha do disco no museu, aqui).


Rui Veloso em 1983 - 3
RUI VELOSO EM ENTREVISTA - 1983


© António Luís Cardoso [2009]


Prefiro de longe cantar em inglês


Rui Veloso, em jeito de balanço, na curva descendente do "boom", em 1983, fez revelações curiosas à "Música & Som", em entrevista concedida a Ana Rocha. Vejamos duas, onde afirma que prefere "de longe cantar em inglês"...

Rui Veloso em 1983 - 1

... e demonstra o desencanto com o panorama musical lisboeta:

Rui Veloso em 1983 - 2

Revela-nos,ainda, que comunga "dos mesmos pontos de vista" que o Tê, explica que António Pinho é daquelas pessoas que não consegue largar o Porto e, por via disso, não ter, dessa feita, colaborado no disco. É um Rui Veloso algo apreensivo com o estado da música em Portugal ("Se as pessoas imaginassem as dificuldades em que vivem os músicos portugueses...") e revela-se premonitório: "tenho impressão que muitos deles [músicos] vão mudar de profissão". O próprio revela que tem pensado "em passar a fazer outra coisa qualquer que não me dê muito trabalho e onde eu possa ganhar bem".
Revela que preferia viver no Porto, mas a vida profissional não permite, e explica ainda que gosta da vida nocturna ("prezo muito as minhas noitadas de desbunda").

Tudo isto em 1983, relembre-se.
museudobooom@gmail.com