[O meu] Museu do Boom do ROCK PORTUGUÊS
Luís Pedro Fonseca
Voltar à entrevista de Lena d'Água

Luís Pedro Fonseca não é um estreante quando estoira o interesse nacional pelo rock português em 1980. Como nos diz, aqui, dez anos antes já estava integrado num projecto de rock português, os célebres Chinchilas. Quando se dá uma espécie de 'golpe' nos Salada de Frutas, decide acompanhar na saída a expulsa Lena d'Água e, com a cantora, também atinge o sucesso. Ficam aqui as suas palavras, tantos anos depois.

António Luís Cardoso
Luís Pedro Fonseca
em entrevista.

________

Essa do Pai do Rock Português
sempre me fez rir



1. Volvidos tantos anos sobre o ‘boom do rock português’, que memórias restam?

Memórias boas e divertidas. E a sensação de que havia muita rivalidade entre as bandas.


2. O ‘boom’ precisa de pai? E será o Rui Veloso ou António Manuel Ribeiro?

Essa do Pai do Rock Português sempre me fez rir. Em 1970, dez anos antes do “boom” de que falas, eu estive no concurso “ Barbarella Conjuntos 70 “, em Palma de Maiorca, como teclista dos Chinchilas, a representar o rock português. E muito antes de nós já outros grupos de rock portugueses tinham dado cartas. A memória de certas pessoas é que é muito curta… Ou fazem-se esquecidos... Os músicos a que se refere serão, quanto muito, netos do rock português ( risos ).


3. Um disco e uma banda/músico do ‘boom’?

Salada de Frutas ("Sem Açúcar").


4. O Luís Pedro Fonseca não foi o que podemos considerar como um front-man dos projectos que então integrou, quer com os Salada de Frutas quer com a Lena d’Água. Tendo em conta o peso que detinha, nomeadamente na composição, era apenas timidez ou um modo próprio de estar na música?

Sempre me interessou mais o trabalho de composição, arranjos, direcção e gravação. É o que que hoje me encontro a fazer, mais do que nunca.

5. O Luís é responsável por alguns dos sucessos da música portuguesa dos anos 80. Qual escolheria para filho dilecto?

Sempre que o amor me quiser - capa do single

"Sempre que o Amor me quiser".


6. Que projectos desenvolve hoje?

Inúmeros projectos, que verão a luz do dia muito brevemente.
Nesses projectos estou envolvido como compositor, letrista, executante e produtor.


7. E hoje, qual a música moderna portuguesa que ouve?

Eu substituiria a palavra “moderna” pela palavra “actual”. Gosto de toda a música que tenha qualidade, independentemente do estilo.



______

Entrevista efectuada na rede "Facebook", em Maio de 2010.

Até 10 de Julho, também pode aceder à estrutura do museu, através dos links respectivos no menu à esquerda.