[O meu] Museu do Boom do ROCK PORTUGUÊS

Três perguntas ao blogger J. SOARES


Viva 80's é um blog também se define bem pelo título. Ou seja, uma apologia dos anos 80 do século XX; e como não podia deixar de ser, também por lá se fala de música portuguesa.

O blog é aqui.


1. Volvidos tantos anos sobre o ‘boom do rock português’, que memórias restam desse tempo a um amante de música portuguesa?
____

Imensas. Até porque, pela idade que tinha na altura, aqueles anos fizeram também imenso no meu crescimento como ouvinte de música. Das memórias que tenho, são as de um tempo único e irrepetível de actividade constante e de adesão por parte dos "media" e publico consumidor, já mais repetido.


2. A eterna questão do pai do ‘boom’ do rock português: Rui Veloso ou António Manuel Ribeiro?

____

Nem um, nem outro. Ambos tem o seu papel importante, mas sem passado não há presente, assim como sem presente não há futuro. Já antes existia rock em Portugal, mesmo que nem sempre cantado em português. Quer os UHF, que o Rui Veloso, foram os novos fortes da transposição desse "rock nacional" para o grande publico geral.


3. 30 anos depois, como está a música moderna portuguesa?

____

Há maior qualidade sonora e de produção, mas infelizmente a maioria da que se produz hoje sofre de alguns problemas crónicos. Ou são enconstadas em modelos que estão na voga lá fora ou assentam num olhar algo incompreensível para um passado. O melhor do que se fazia nos anos 80 é que era sempre o futuro e o que deve se esperança que movia a criação, nos mais diversos campos, assim como na musica.

Mas o maior problema da musica nacional actual, é que muito pouca assenta numa busca de originalidade ou de diferença. O que tem a mais em termos técnicos (os meios democratizaram-se, hoje são outros) falta-lhe em ousadia.
Até 10 de Julho, também pode aceder à estrutura do museu, através dos links respectivos no menu à esquerda.